Política da Realce


  1. Oferecer serviços com qualidade atendendo as particularidades de cada cliente
    OBJETIVO: Satisfação e fidelização do cliente
  2. Preservar a saúde e segurança de nossos colaboradores
    OBJETIVO: Ter uma equipe saudável
  3. Implementar boas práticas do ponto de vista ambiental
    OBJETIVO: Reduzir e reciclar o lixo produzido
  4. Capacitar, conscientizar e estimular o comprometimento de nossos colaboradores
    OBJETIVO: Manter nossos colaboradores motivados e atualizados para a atuação profissional
  5. Atender aos requisitos legais e outros assumidos
    OBJETIVO: Garantir a idoneidade da empresa
  6. Buscar constantemente a melhoria de nossos processos e de nossos sistemas de gestão
    OBJETIVO: Ser reconhecido pelo padrão de excelência dos serviços

Código de Ética

  1. Introdução
    Os princípios éticos que orientam nossa atuação também fundamentam nossa imagem de empresa sólida e confiável. Este Código de Ética reúne as diretrizes que devem ser observadas em nossa ação profissional para atingirmos padrões éticos cada vez mais elevados no exercício de nossas atividades. Reflete nossa identidade cultural e os compromissos que assumimos nos mercados em que atuamos.
  2. Abrangência
    Este Código de Ética aplica-se a todos os colaboradores, diretoras e parceiros da REALCE.
  3. Princípios gerais
    A REALCE tem a convicção de que, para consolidar-se e desenvolver-se, deve partir de objetivos empresariais e princípios éticos precisos que sejam compartilhados pelos administradores e colaboradores da Empresa. Somos uma empresa que atua no mercado de saúde ocupacional visando o desenvolvimento contínuo e à satisfação dos nossos clientes. Está entre nossos objetivos mais importantes mantermos a reputação de empresa sólida e confiável, que persegue resultados de forma honesta, justa, legal e transparente. Nossa ação deve ser sempre marcada pela integridade, confiança e lealdade, bem como pelo respeito e valorização do ser humano. Repudiamos qualquer atitude guiada por preconceitos relacionados a origem, raça, religião, classe social, sexo, cor, idade, incapacidade física e quaisquer outras formas de discriminação.

    Acreditamos na importância da responsabilidade social e empresarial. Administradores e colaboradores devem ter o compromisso de zelar pelos valores e pela imagem da Empresa, de manter postura compatível e de atuar em defesa dos interesses dos clientes e da REALCE. A busca pelo desenvolvimento da nossa Empresa deve dar-se com base nesses princípios, com a confiança de que nossas ações são guiadas pelos mais elevados padrões éticos e estrito respeito à legalidade.
  4. Gestão do Código de Ética
    A gestão do Código de Ética cabe à Diretoria que é responsável por suacomunicação, atualização e aplicação.
  5. Disseminação dos Princípios do Código de Ética
    A REALCE tem o compromisso de disseminar os Princípios Éticos explicitados neste Código. Para isto, promovem a divulgação regular de informações com o objetivo de capacitar seus profissionais a aplicarem adequadamente os Princípios aqui definidos. Também têm o compromisso de divulgar e disseminar o Código de

    Ética junto aos seus públicos estratégicos.

    São mantidos, ainda, canais de acesso aos públicos interno e externo, para apresentação de críticas, sugestões, denúncias e reclamações de natureza ética, contábil e financeira.

    A empresa orienta seus profissionais para disponibilizarem prontamente os documentos e as evidências que auxiliem em avaliações relacionadas a infrações aos Princípios deste Código, repudiando qualquer ação que contribua para impedir, dificultar ou obstruir a averiguação de eventuais transgressões ao presente Código.
  6. Canal de Conduta Ética – Transgressões ao Código de Ética
    Esse canal tem o objetivo de receber demandas internas e externas referentes a temas tratados no Código de Ética da REALCE, sendo assegurado ao colaborador total sigilo e confidencialidade.

    Os problemas éticos, em sua maioria, não são criados pelas próprias pessoas, mas surgem diante delas, obrigando-as a enfrentá-los. As linhas gerais deste Código permitem avaliar grande parte das situações, mas não detalham, necessariamente, todos os problemas que podem surgir em seu dia-a-dia. Assim, eventualmente, poderão surgir dúvidas sobre qual deve ser a conduta mais correta a adotar. Nesses casos, procure ajuda de forma sincera e transparente.

    Comunique imediata e formalmente ao seu superior sempre que você se sentir ou estiver em situação que possa caracterizar conflito de interesses, ou quando suspeitar ou tiver conhecimento de fatos que possam prejudicar a Empresa ou que contrariem ou pareçam contrariar os princípios deste Código. Ao fazer isso, você está se preservando, cumprindo seu dever e reforçando os princípios éticos da Empresa.

    Dispositivos de acesso para a comunicação de transgressões ao Código de Ética:
    • Acesso telefônico pelo nº 12 39330030 (Elaine/Eliane)
    • Acesso eletrônico pelo e-mail: etica@realceginastica.com.br
  7. Violações ao Código de Ética
    A REALCE assume o compromisso de submeter o Código de Ética a revisões periódicas, com a participação de seus diversos públicos, em um processo permanente de evolução e legitimação.

    A não-observância do Código de Ética sujeitará à aplicação das punições previstas nas normas internas da empresa e na legislação brasileira, podendo, inclusive, levar à rescisão do contrato de trabalho.

    Reportando violações Você é encorajado a comunicar qualquer conduta que acredite, de boa fé, ser uma violação das leis do Código de Ética a seu superior. A REALCE não aceitará qualquer tipo de discriminação ou retaliação contra

    colaboradores pelo fato de eles terem informado, de boa fé, supostas violações.
  8. Integridade profissional e pessoal
    Empregue, no exercício das suas funções, a mesma atitude que qualquer pessoa honrada e de caráter íntegro empregaria na relação com outras pessoas e na administração dos seus próprios negócios.

    Atue sempre em defesa dos melhores interesses da Empresa, mantendo sigilo sobre negócios e operações da mesma, assim como sobre os negócios e informações de seus clientes.

    É fundamental que suas atitudes e comportamentos reflitam sua integridade pessoal e profissional e não coloquem em risco sua segurança financeira e patrimonial da Empresa.

    Avalie cuidadosamente situações que possam caracterizar conflito entre os seus interesses e os da Empresa e/ou conduta não aceitável do ponto de vista ético mesmo que não causem prejuízos tangíveis à Instituição.
  9. Preconceito, Discriminação e Assédio
    A REALCE repudia toda e qualquer forma de preconceito, discriminação e assédio. Assume o compromisso de apurar e enfrentar situações de ineqüidade, humilhação, exposição ao ridículo, intimidação, hostilidade e constrangimento, em conseqüência de cor, raça, sexo, origem étnica, língua, idade, condição econômica, nacionalidade, naturalidade, condição física, mental ou psíquica, parentesco, religião, orientação sexual, ideologia sindical ou posicionamento político.

    Da mesma forma, compromete-se a impedir que privilégios se associem a categorias funcionais específicas, em razão de suas diferenças.
  10. Valorização da Diversidade e da Inclusão Social
    A REALCE valoriza a diversidade e a inclusão social. Nessa direção, respeita as diferenças e compromete-se com a adaptação de seus processos de trabalho, ambientes com o objetivo de garantir a igualdade de condições e a acessibilidade de todos às suas instalações.

    A empresa compromete-se a implantar e manter sistema de gerenciamento de pessoal que incorpore esse posicionamento nas políticas de seleção, contratação, desenvolvimento, promoção, remuneração e desligamento de pessoas.
  11. Respeito à Privacidade e à Confidencialidade
    A REALCE respeita a vida pessoal, a privacidade de seus profissionais e a confidencialidade de suas informações pessoais.

    As relações de autoridade, na empresa, não podem restringir o direito à liberdade de expressão e o direito à privacidade, não podendo ser usadas para a obtenção de informações pessoais que não tenham relação direta com o desempenho de seus profissionais.
  12. Desenvolvimento e Valorização Profissional
    Na REALCE, o crescimento profissional deve estar sempre relacionado com o grau de contribuição e de comprometimento de cada profissional para o atingimento dos objetivos da organização. A ascensão profissional na empresa baseia-se no mérito individual. Não são utilizados critérios de favorecimento ou discriminação de pessoas.

    Nos sistemas de avaliação de desempenho e de recompensa, são considerados exclusivamente critérios relacionados com o desempenho, o potencial e a competência do profissional. A empresa valoriza as potencialidades de seus colaboradores.
  13. Conflitos de Interesse
    É dever de todos os profissionais que atuam na REALCE agir com integridade, evitando, no exercício de suas atribuições, conflitos de interesse, reais ou aparentes, em seus relacionamentos pessoais e profissionais.

    Nesse sentido, o estabelecimento de relações e a realização de negociações com seus públicos são baseados na transparência, no respeito aos seus princípios éticos e na observação das melhores práticas de mercado.
  14. Trabalho Profissional fora da REALCE
    Na REALCE, o exercício de outras atividades laborais, por seus profissionais, somente será aceito na hipótese de que não gere incompatibilidade de horário, prejuízo ao seu desempenho profissional e que não conflite com os negócios e interesses da Empresa.
  15. Relações de Parentesco entre os Profissionais da Empresa
    Na REALCE é permitido o trabalho de profissionais com relação de parentesco entre si, sendo que as contratações são sempre precedidas de processo de seleção e avaliação especializada, de maneira a assegurar a eqüidade, a isenção e a transparência nos processos de captação de profissionais para atuarem nas empresas.
  16. Atuar de acordo com o Código de Ética
    Todos os profissionais da Realce deverão atuar segundo os princípios do Código de Ética pertinente ao Conselho a que pertencem.
  17. Uso de Álcool e Drogas
    Na REALCE, trabalhar sob o efeito de drogas ilegais ou do álcool é considerado falta grave, pois a empresa considera que o consumo de drogas ilegais ou o uso nocivo de bebidas alcoólicas compromete a saúde e o desempenho do profissional, expondo-o a riscos, prejudica o ambiente de trabalho e afeta a imagem da organização.

    A empresa alerta, ainda, que o uso, o porte ou a comercialização de drogas ilegais expõem o seu praticante às penas da legislação em vigor, podendo, inclusive, levar à rescisão do contrato de trabalho.
  18. Uso de Mídias Eletrônicas
    A REALCE mantém política e normas específicas sobre o uso do correio eletrônico, do e-mail, da internet e de outras fontes eletrônicas de informação. É vedada a divulgação, interna ou externa, de quaisquer mensagens contendo informações estranhas às atividades empresariais, entre outras, as relacionadas com a propagação de trotes, boatos, pornografia, comércio ou propaganda, inclusive de natureza político-partidária.
  19. Segurança das Informações
    As informações internas são consideradas como ativos da REALCE. Por isso, a companhia mantém a Política de Segurança da Informação, que classifica as informações em públicas, de uso interno e confidenciais, com o objetivo de garantir o uso correto e a proteção adequada da base de informações das empresas. O uso, o compartilhamento e a divulgação de informações privativas da Empresa devem observar os níveis apropriados de autoridade.

    Constitui falta grave a utilização não autorizada de qualquer informação gerada na REALCE.
  20. Relação com clientes
    O compromisso com a satisfação de nossos clientes deve refletir-se no respeito aos seus direitos e na busca por soluções que atendam a seus interesses, sempre em consonância com os objetivos de desenvolvimento e rentabilidade da Empresa.

    Atenda aos clientes com cortesia e eficiência, oferecendo informações claras, precisas e transparentes. O cliente deve obter respostas, mesmo que negativas, às suas solicitações, de forma adequada e no prazo por ele esperado.

    Evite dar tratamento preferencial a quem quer que seja por interesse ou sentimento pessoal.

    A REALCE mantêm canais específicos para o recebimento de reclamações sobre a qualidade e a conformidade dos produtos e serviços prestados.

    O ressarcimento de eventuais danos causados na prestação dos serviços é feito de acordo com a legislação e a regulamentação vigentes e se baseia em critérios exclusivamente técnicos.

    Relações de parentesco ou de amizade entre profissionais da REALCE e seus clientes não podem, de forma alguma, gerar situações de privilégio ou tratamento diferenciado por parte da empresa.
  21. Relações no ambiente de trabalho
    As relações no ambiente de trabalho devem pautar-se pela cortesia e respeito.

    Colabore para que predomine o espírito de equipe, a lealdade, a confiança, a conduta compatível com os valores da empresa e a busca por resultados.

    Quando no papel de gestor de pessoas, tenha em mente que seus colaboradores o tomarão como exemplo. Suas ações, assim, devem constituir modelo de conduta para sua equipe.

    Não se admite o uso do cargo para solicitar favores ou serviços pessoais a subordinados.

    É fundamental reconhecer o mérito de cada um e propiciar igualdade de acesso às oportunidades de desenvolvimento profissional existentes, segundo as características, competências e contribuições de cada colaborador. Não admite-se nenhuma decisão que afete a carreira profissional de subordinados baseada apenas em relacionamento pessoal.
  22. Relações com fornecedores
    A escolha e contratação de fornecedores devem sempre ser baseadas em critérios técnicos, profissionais, éticos e nas necessidades da Empresa, devendo ser conduzidas por meio de processos predeterminados, tais como concorrência ou cotação de preços, que garantam a melhor relação custo-benefício.

    Evite negócios com fornecedores de reputação duvidosa.

    Os mesmos padrões de conduta devem ser aplicados no relacionamento com outras instituições financeiras que nos prestam serviços ou das quais a REALCE é cliente.
  23. Relações com concorrentes
    Repudiamos a propina e outras práticas de concorrência desleal.

    Condenamos a veiculação de informações inverídicas.
  24. Relações de Natureza Comercial
    As relações da REALCE com seus fornecedores de materiais ou prestadores de serviços devem contemplar os interesses legítimos dos envolvidos, não sendo admitidas vantagens indevidas, obtidas por meio de manipulação de informação, intimidação, coerção, coação, constrangimento ou a criação artificial de situações de dependência da outra parte envolvida, práticas de concorrência desleal ou situações caracterizadas como de conflito de interesse com os negócios.

    Os profissionais que atuam na empresa também devem agir com cuidado quando realizarem negócios de natureza particular com fornecedores, ou outras partes, com os quais, por força de atribuição, realizem transações em nome da REALCE.

    Na REALCE, é vedada a contratação de fornecedores que desobedeçam à legislação trabalhista vigente, forneçam produtos ou serviços sem segurança, não ofereçam treinamento e equipamentos de segurança aos seus funcionários ou utilizem trabalho infantil.
  25. Relações com o setor público
    Observe os mais elevados padrões de honestidade e integridade em todos os contatos com administradores e funcionários do setor público, evitando sempre que sua conduta possa parecer imprópria. Abstenha-se de manifestar opinião sobre atos ou atitudes de funcionários públicos ou de fazer comentários de natureza política.

    Ao defender os interesses da Realce, aja com confiança nos padrões de atuação da nossa Empresa e observe sempre os mais elevados princípios éticos e o respeito às leis e normas vigentes.
  26. Corrupção e Favorecimento
    A REALCE repudia toda e qualquer forma de corrupção, favorecimento, extorsão e propina, em todos os níveis.
  27. Saúde, Segurança e Qualidade de Vida
    Na REALCE existe a consciência de que o desempenho da empresa está associado inequivocamente com a saúde, com a segurança e com a qualidade de vida de seus profissionais, o que, por sua vez, exige a existência de uma cultura organizacional e de um sistema de gestão que valorizem a vida. Tendo em vista essa premissa, a REALCE compromete-se a proporcionar condições seguras de trabalho e a promover iniciativas educacionais que ampliem a percepção e a sensibilidade de todos os profissionais em relação a esses temas.

    Assim, todos os profissionais que atuam na Empresa têm a responsabilidade de conhecer as normas de segurança, usar corretamente os equipamentos deproteção e demonstrar permanente atitude de prevenção de acidentes. Nenhum profissional pode infringir as normas de segurança do trabalho.

    Na empresa, nenhuma tarefa deve ser executada sem condições de segurança. Constitui dever de cada um dos profissionais da REALCE a comunicação de condições inseguras, desrespeito às regras de segurança ou situações que possam colocar em risco a vida de qualquer pessoa.
  28. Energia e Sustentabilidade
    A REALCE, reconhecendo a importância dos recursos naturais para o desenvolvimento de suas atividades, promove regularmente iniciativas de incentivo à conservação e de educação para o consumo racional de energia e de descarte correto de resíduos.
  29. Participação Comunitária e Apoio à Ação Voluntária
    A REALCE participa e incentiva a participação de seus profissionais na vida comunitária das cidades em que trabalham, estimulando a sua participação em projetos sociais e culturais e/ou em atividades que promovam o exercício da cidadania, a erradicação da pobreza e a redução das desigualdades sociais.
  30. Fiscalização e Ações de Controle dos Livros e Registros Contábeis
    A REALCE tem o compromisso de registrar seus Relatórios e Balanços de modo correto, consistente, exato, verdadeiro e completo, em grau de detalhamento e contextualização que assegure a transparência inerente à situação considerada.

    Têm o compromisso, ainda, de disponibilizarem seus livros às auditorias e aos órgãos públicos competentes.
  31. Fiscalização e Ações de Controle do Poder Público
    A REALCE atenderá e contribuirá com qualquer ação de fiscalização e verificação de práticas provenientes do Poder Público.


  32. Voltar

Telefax: +55 12 3931 9049 / 99711 7367
Email: info@realceginastica.com.br
Rua das Madressilvas, 115 - Jd. Indústrias
São José dos Campos - SP - CEP 12240 370